Bike Lowrider

O Mercadão da Cidade Ferroviários, em Jundiaí/SP, é um ambiente muito agradável e oferece alem dos barzinhos, restaurantes e lanchonetes, empórios, manicures, barbearia, cabeleireiro, lojas de games, lojas de roupas, quitandas entre outros espaços.

É fácil observar, que no centro do Mercadão, alguma exposição, mostra cultural ou, principalmente nos finais de semana, alguma apresentação musical.

Nesta semana uma mostra muito interessante de Bike Lowrider, pertencente ao The King, inspirada na comunidade do bairro do São Camilo.

O texto abaixo foi extraído do painel da exposição.

História das Low Bikes

Estas são bicicletas Lowriders que estão relacionadas a cultura do povo mexicano.

O Lowrider Bike vem sendo utilizado como importante fator para desenvolvimento cultural, moral e social nas regiões sul, sudeste e centro-oeste do Brasil. O movimento hoje é considerado uma das vertentes do hip-hop e tem sido utilizado para afastar jovens e adolescentes do trafico e outras atividades ilegais incentivando laços familiares, estudo e formações técnicas formando melhores cidadão e profissionais.

O movimento hip-hop agregou o movimento Lowrider Bike devido a história de luta e discriminação. O movimento Lowrider surgiu no inicio dos anos 50 quando descendentes mexicanos que viviam nos Estados Unidos chamado de chicanos (descendentes de mexicanos nascidos nos Estados Unidos), tiveram a necessidade de comprar um carro e devido ao baixo poder aquisitivo optaram por carros mais velhos, muitas vezes abandonados em ferro velhos. Devido as famílias mexicanas terem um número elevado de pessoas, eles optavam por carros maiores, por que quanto maior o carro mais gente caberia.

Devido ao fato de se colocarem muitas pessoas no interior dos veículos, estes andavam com a parte traseira rebaixada, quase tocando o chão. Então surge o nome Lowrider (passeando baixo) como forma de gozação.

Alguns anos depois os chicanos assumem o nome Lowrider e dirigem seus carros com os porta-malas sempre cheio de coisas pesadas (saco de areia, tijolos, madeira, etc) para que assim, o carro ficasse rebaixado mesmo quando estivesse apenas com o motorista. Com o grande aumento de modelo de carros novos sendo cada vez mais consumidos pela população americana, os chicanos sentiram a necessidade de colocarem coisas novas em seu carros velhos para chamarem a atenção de uma forma positiva. Começão a colocar seu próprio conhecimento nos carros com pinturas especiais e tapeçaria diferenciada, surgindo assim o movimento Lowrider.

Com a popularização dos carros Lowriders na comunidade chicana, as crianças começaram a se interessar e querer participar, com isso os pais os incentivaram a colocarem as características dos carros em suas bicicletas, surgindo assim o movimento Lowrider Bike ou Low Bikes.

Esse movimento foi de grande importância para a base e o estreitamento familiar na comunidade chicana pelo simples fato de ser passado de pai para filho.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.